Não podemos ignorar o fato de que as informações, hoje, representam um dos ativos mais importantes para as empresas. Nesse contexto, a segurança de dados é primordial para qualquer negócio.

Mas não é só a implementação de sistemas que ajudará! Você precisa pensar também nas pessoas que são responsáveis por armazenar, acessar e manipular os dados. Qualquer descuido pode ser fatal, já que um comportamento inadequado ou diferente daquilo que foi proposto pela empresa pode aumentar os riscos de invasão, destruição e roubo de dados.

Quer ficar por dentro do assunto? Continue a leitura e descubra os principais riscos que podem atingir a segurança dos dados!

Compartilhar informações por meios não autorizados

Muitas vezes, por questão de pressa e conveniência, os(as) profissionais da empresa podem compartilhar dados por meios que não são seguros, como o webmail e aplicativos de chat.

Se a empresa construiu um método para a coleta, transferência, armazenamento e manipulação dos dados, ele deve ser rigorosamente respeitado. Afinal, são ambientes estruturados para que tais funções sejam executadas de maneira protegida.

Se você escolher um caminho ou método diferente para tratar os dados, eles ficarão expostos aos riscos e ameaças até o trabalho terminar, pois não contarão com criptografia, antivírus, firewall e outras tecnologias capazes de dificultar o acesso não autorizado. Isso facilita a invasão de cibercriminosos que ficam só esperando por uma oportunidade.

Acesso por meio da rede aberta de internet

Outro grande problema de segurança ligado ao comportamento das pessoas é o uso da rede pública de internet para acessar dados e sistemas. Isso é muito comum quando a empresa tem uma estrutura online (na nuvem) para agregar mobilidade às tarefas. Quando o pacote de dados se esgota, acabam não resistindo ao acesso por meio de uma internet grátis.

O problema é que essas redes, geralmente, não têm filtro de proteção — todos têm acesso livre a ela e seus dados podem ser facilmente capturados por um hacker de plantão. Com isso, ele pode fazer uma bagunça na sua conta de usuário na plataforma de trabalho. Evite isso na sua empresa!

Uso de dispositivos móveis não registrados

Com a mobilidade, muitas empresas estão adotando o Bring Your Own Device (BYOD) e implementando métodos eficientes de controle para o acesso à rede, sistemas e bancos de dados, como o registro de dispositivos que terão acesso liberado. Mesmo assim, muita gente ignora esse procedimento e insiste em tratar os dados por meio de outros dispositivos.

A perda de aparelhos e esquecimento deles em casa é um dos principais fatores que levam ao uso de dispositivos não autorizados, como computadores de lan-house.

Se houver um malware ou um spyware instalado neles, a senha de acesso aos sistemas da empresa pode ser roubada e você dificilmente conseguirá evitar prejuízos. Então, o correto é comunicar o ocorrido à empresa e aguardar a liberação de um novo aparelho seguro.

A conscientização dos(as) profissionais é um passo importante para elevar a segurança de dados. Porém, só isso não basta!

O ideal é investir em tecnologias de proteção para neutralizar os principais problemas de vulnerabilidade. O uso de ferramentas como cloud backup e servidores privados, além do estabelecimento de regras para o BYOD, são excelentes formas de proteger a empresa.


E você, o que faz para proteger os dados da empresa? Tem outras dúvidas sobre o assunto ou experiências para compartilhar com a gente? Deixe seu comentário e participe da conversa!