Você já pensou no impacto do fator humano na gestão de TI? A tecnologia impacta diretamente na maneira como pessoas utilizam soluções digitais no ambiente corporativo. Da mesma maneira, as rotinas gerenciais das mais diversas áreas também têm o seu impacto influenciado pelos processos e projetos da equipe de TI.

Por isso, os gestores de TI precisam avaliar como as suas rotinas afetam o dia a dia do negócio. Sendo assim, a área deve sempre considerar se os profissionais de outros setores estão prontos para receber novas soluções tecnológicas que os ajudem a realizar suas entregas.

Quer saber como fazer isso? Então continue a leitura!

O que significa valorizar o fator humano na gestão de TI?

Valorizar o fator humano na gestão de TI pode parecer algo simples, mas exige um cuidado contínuo do gestor com os outros setores. Ter esse aspecto em mente significa, em poucas palavras, sempre pensar em modos de alinhar o setor com as outras áreas da companhia.

Nesse sentido, o processo de valorização do fator humano na gestão de TI pode ser feito de duas maneiras. A primeira é identificando como as rotinas de gestão influenciam a qualidade dos processos de outras áreas. Assim, atividades como a manutenção e trocas de equipamentos poderão ser planejadas para causar o menor impacto negativo no dia a dia da empresa.

A segunda é avaliando se os profissionais praticam atos que influenciam negativamente no sucesso das rotinas de gestão. Esse ponto pode ser contornado com uma boa comunicação e treinamentos. Dessa forma, todas as áreas da empresa poderão contribuir para evitar que os riscos sejam sempre os menores possíveis.

Como reduzir riscos em processos de gestão?

Para reduzir os problemas causados pelos usuários ou a falta de comunicação entre o setor de TI e outras áreas, algumas medidas podem ser tomadas. Entre as mais eficazes é possível apontar:

  • o treinamento de colaboradores reforçando boas práticas;
  • a criação de uma política de uso de informações;
  • a definição de um plano de prevenção, identificação e contingenciamento de riscos;
  • o monitoramento do uso da infraestrutura;
  • o alinhamento estratégico da TI com as outras áreas da empresa.

Por que adotar uma consultoria para otimizar a gestão de TI?

A gestão da infraestrutura de TI de uma empresa envolve muitos fatores. Para garantir que os equipamentos e sistemas contribuam para tornar o negócio mais eficaz, é necessário gerenciar riscos, reduzir falhas operacionais e prevenir erros. Além disso, os investimentos devem ser otimizados e a infraestrutura alinhada com as demandas internas.

Uma das formas de vencer esse desafio e garantir que a TI sempre contribuirá para a empresa é investindo no trabalho ao lado de uma equipe especializada. O apoio de um time de especialistas permite ao negócio encontrar problemas com mais agilidade, ampliar o desempenho dos ambientes, reduz os riscos e torna o planejamento mais alinhado com as práticas mais modernas do mercado. Dessa forma, a companhia pode otimizar as suas políticas com mais qualidade e garantir que a TI tenha um impacto direto na competitividade da empresa.

Como ocorre com qualquer processo gerencial, considerar o fator humano na gestão de TI é algo fundamental. A empresa que define práticas de gestão a partir da análise sobre como as medidas influenciam o usuário (e como o usuário influencia no impacto das rotinas de gestão) pode definir processos mais eficientes e econômicos. Portanto, sempre avalie esse fator ao executar o seu planejamento e tenha sucesso nas suas abordagens!

Quer saber como direcionar as práticas de gestão para ter mais segurança? Então veja no nosso blog os 5 passos necessários para ter uma infraestrutura de TI confiável!