Com certeza, gerir todos os processos e informações geradas ao mesmo tempo é um grande desafio. E o ERP (Enterprise Resource Planning) vem justamente para melhorar esses processos e integrar diferentes atividades desses setores.

Ficou curioso para saber mais sobre isso? Então, continue lendo este texto pois ele foi escrito exatamente pra você.

O que é um ERP? 

Traduzindo a sigla ERP temos o famoso “sistema de gestão integrado”, e como seu próprio nome diz, vem para unir os setores da empresa. Imagine que cada departamento usasse um software diferente. Isso geraria uma grande dificuldade de se enxergar a empresa como um todo.

O ERP torna o fluxo de dados mais otimizado e o compartilhamento de informações entre áreas mais simples e rápido. E com todos esses dados juntos, os gestores da empresa têm uma base maior e mais sólida para gerar insights valiosos.

Mas não é apenas vendas e resultados que ele impacta. Os colaboradores, também. Afinal, ele contribui para a gestão de pessoas ao levantar informações referentes à produtividade e falhas recorrentes, por exemplo.

Um ponto importante sobre o ERP é sua hospedagem. Ela pode ser realizada de duas formas: on premise ou em nuvem. No primeiro a instalação é realizada em servidores da própria empresa. Já na segunda opção o sistema roda fora da empresa, em um servidor externo.

E essa mudança gera muitas vantagens para a empresa.

Motivos de se hospedar o ERP na nuvem 

 1 – Custos: um dos benefícios que mais crescem o olho dos gestores na hospedagem em nuvem está nos custos. Isso porque, não é necessário pagar instalações, manutenções ou deixar a equipe de TI monitorando o sistema. Afinal, tempo é dinheiro!

2 – Segurança: por estarem constantemente atualizados e com camadas extras de proteção como firewalls, os serviços em nuvem garantem maior segurança na armazenagem dos dados da empresa. A responsabilidade fica a cargo do fornecedor.

3 – Flexibilidade: por rodarem na nuvem, os sistemas ERP deste tipo oferecem uma grande flexibilidade de acesso, uma vez que podem ser usados a qualquer hora, em qualquer lugar. Um diretor viajando a trabalho, por exemplo, pode facilmente realizar suas funções mesmo longe do seu escritório.

4 – Tempo de implementação: comparado à implementação on premise, o tempo gasto na instalação é menor, permitindo que gestores e times possam fazer a transição dos processos com mais agilidade e sem perdas.

5 – Backup: ter cópias de segurança de todos os dados e informações geradas ao longo do dia é muito importante para qualquer empresa que queira manter transparência e uma gestão sólida. E por estar sempre conectado à internet, o ERP hospedado na nuvem pode fazer o backup de forma automática, evitando a necessidade de guardar arquivos impressos.

Se você já tem um ERP implementado na empresa que trabalha, mas agora quer migrar para a nuvem, não se preocupe. Podemos te ajudar.

Contamos com especialistas para acompanhar cada passo da sua jornada: análise, dimensionamento, precificação e custo de oportunidade (TCO x nuvem), desenvolvimento e construção dos ambientes, conectividade e comunicação, migração do ERP, homologação, operação assistida, suporte e sustentação.

Clique aqui para saber mais sobre nossa migração.