Já imaginou se a energia elétrica ficasse dias sem funcionar em sua cidade? Quantas atividades você precisaria deixar de fazer? Provavelmente a situação seria caótica, afetando de diferentes formas a vida das pessoas. Isso porque a energia elétrica tornou-se um dos recursos essenciais para a vida em sociedade. No ambiente corporativo não é diferente, há inúmeros sistemas essenciais, os quais devem estar os ambientes de missão crítica.

Missão crítica é todo aquele sistema tecnológico indispensável para que os serviços de uma organização continuem operando. Caso haja algum problema, isso pode implicar na paralisação do negócio e na perda de dados importantes.

O que determina quais aplicações são consideradas de missão crítica para cada empresa é o nível de importância que elas possuem para a continuidade dos negócios. Para isso, é necessário se perguntar “O que aconteceria se equipamento parasse de funcionar durante horas?”, “As consequências seriam graves para minha empresa?”.

Aqueles programas que mais implicariam em prejuízos e consequências negativas caso sofressem interrupção com certeza são os considerados de missão crítica e é fundamental que organização tenha isso bem definido, pois os ambientes de missão crítica exigem maiores cuidados. Portanto, continue a leitura deste post e saiba como definir e proteger os ambientes de missão crítica de seu empreendimento.

O que é ambiente de missão crítica?

O ambiente de missão crítica é aquele que contém todos os componentes de TI, como softwares, bancos de dados, processos, aplicativos, entre outros, que desempenham uma função essencial para as operações comerciais. A falha em seu funcionamento pode afetar a sobrevivência da organização como um todo, gerando perda de produtividade e de receita e até mesmo abalos na reputação da marca e relação com os clientes.

Por exemplo, imagine um carro e todos os componentes necessários para que ele funcione, a bateria, o motor, o sistema de direção e abastecimento. Todos eles são sistemas de missão crítica e, caso falharem, o carro deixará de funcionar.

Agora, caso o ar-condicionado tenha algum contratempo, o motorista poderá até sentir um desconforto devido ao problema, no entanto, conseguirá fazer com que seu carro continue desempenhando sua função normalmente. Portanto, este sistema não é crítico ao carro.

A mesma regra se aplica aos sistemas de TI corporativo. A tecnologia é fundamental para as empresas atualmente, no entanto algumas aplicações, sistemas e até estrutura são mais importantes do que outras.

Para a maioria dos empreendimentos, bancos de dados e servidores de controle de processos são considerados de missão crítica e por isso devem ser protegidos contra incidentes.

No entanto, com ambientes cada vez mais conectados e complexos, tem se tornado cada vez mais difícil para que as empresas consigam determinar quais são seus sistemas cruciais que exigissem maior dedicação e ambientes de missão crítica.

Sabemos que não é possível manter todos os recursos de TI e sistemas em ambientes de missão crítica, os orçamentos para isso seriam astronômicos. Portanto é crucial que você saiba definir quais são as prioridades de seu negócio.

Quais são os ambientes de missão crítica de minha empresa?

Logicamente, cada empresa é única e possui suas especificidades e demandas, portanto, não há uma regra padrão para que você possa definir o que deve estar em um ambiente de missão crítica.

Entretanto alguns componentes e sistemas são indispensáveis para qualquer negócio e podem ser o ponto de partida para a definição desse tipo de ambiente para sua empresa.

É necessário ainda analisar e classificar dinamicamente os sistemas e dados corporativos de acordo com as necessidades e demandas, lembrando-se de que elas podem mudar constantemente. Por isso é fundamental sempre realizar um bom gerenciamento de ambiente para garantir que cada um deles recebam o nível adequado de disponibilidade.

Sistemas de armazenamento, dados sigilosos, bando de dados, ferramentas de gestão de pessoas, enfim há inúmeros componentes que devem ser projetados no ambiente de missão crítica de sua empresa. Dois exemplos são:

ERP

Esse sistema é responsável por interligar todos os dados e processos da empresa para que todos os departamentos possam trabalhar por meio de um único sistema.

Devido a isso, ele deve ser ágil e estar sempre disponível, possíveis contratempos podem fazer com que as empresas percam informações importantes e até mesmo precise paralisar suas operações até que os sistemas sejam recuperados.


CRM

Responsável pela gestão de relacionamento com os clientes, esse sistema automatiza diversos processos de interação com os consumidores. Por meio desse software, é possível captar informações importantes de seu público para entender melhor os clientes, aumentar a produtividade e até mesmo as vendas.

Já imaginou utilizar o CRM no dia a dia ao interagir com os clientes e de uma hora para outra perder todos os dados dos consumidores e históricos de vendas de sua empresa? Por isso, o CRM também é um sistema que deve estar em um ambiente de missão crítica.

Provavelmente há diversos outros sistemas de missão crítica em sua empresa, que podem interromper a geração de receita caso fiquem inativos. Então como garantir que isso não aconteça?

Manter a resiliência do sistema, alta disponibilidade, redundância, backup e outras estratégias de TI que podem proteger as operações de negócios e manter o tempo de atividade são fundamentais para os sistemas de missão crítica não falharem. Mas sua empresa está preparada para fazer isso internamente?

Por que levar esses ambientes para Nuvem?

A resposta para pergunta anterior é, provavelmente, Não. Manter ambientes de missão crítica internamente exigem muitos recursos, altos investimentos e uma equipe especializada focada.

É por isso que migrá-los para a Nuvem pode ser a melhor opção para seu empreendimento. Por meio do provedor de serviços de computação em nuvem certo, é possível garantir a disponibilidade de seus sistemas e continuidade dos negócios com maior tranquilidade.

Há muitas razões para você levar seus ambientes de missão crítica para Nuvem, tais como:

Economia

Manter uma infraestrutura local e equipe especializada exige muitos gastos e recursos. É preciso realizar compras de novos equipamentos, realizar manutenções, investir em segurança física e diversos outros componentes.

Agora, ao realizar essa migração, a empresa poderá focar em gastos OPEX, que permitem maior flexibilidade e dispensam gastos de capital inicial com infraestrutura.

Ambientes sob medida

Outra vantagem é que, ao contratar um fornecedor de computação em nuvem, será possível arquitetar um ambiente que se adeque às demandas dos sistemas críticos de sua empresa.

Desse modo, você contará com soluções inteligentes que podem atender aos processos críticos ou replicá-los quando necessário mitigar riscos.

Flexibilidade

Quando comparados com infraestruturas locais, os recursos de Cloud Computing são muito mais flexíveis e capazes de trabalhar com sistemas operacionais diversos.

Segurança física

Quando uma empresa mantém seu ambiente de missão crítica internamente, ela está sujeita a diversos contratempos, como desastres naturais, roubos e problemas técnicos.

Ao migrá-los para Nuvem, ela terá a garantia de que os provedores dos serviços contam com uma infraestrutura totalmente preparada para manter esses sistemas protegidos.

Alta performance

Os provedores de Cloud Computing são responsáveis pela manutenção e renovação de seus ambientes para que seus clientes possam contar com altos níveis de disponibilidade e inovação.

O negócio deles é justamente garantir a efetividade do ecossistema operacional de seus clientes, portanto, estão sempre atentos às mudanças e tendências do mercado, adquirindo novas competências e certificações para poder oferecer as melhores práticas e recursos aos ambientes de missão crítica.

Com tudo isso, a Nuvem não é mais uma discussão de sim ou não. É sobre quais aplicativos e cargas de trabalho sua empresa deve mover para a nuvem e como fazer isso.

As empresas precisam, cada vez mais, de parceiros capazes de oferecer as vantagens dos serviços em nuvem sob demanda para atender a todas as necessidades de seus empreendimentos. A CCM pode oferecer esse atendimento personalizado para que você se dedique exclusivamente a seu core business.

Quer saber como aproveitar todos esses benefícios? Entre em contato conosco e converse com um de nossos especialistas.

Leia também: