Vamos ser sinceros: sem um gerenciamento completo da nuvem, sua empresa está sujeita a ameaças à segurança, tempo de inatividade e perda de dados. Tanto para quem tem um ambiente em nuvem híbrido quanto multilocatário, os provedores de serviços gerenciados em nuvem têm amplo conhecimento para dar suporte ao seu ambiente ou preencher as lacunas de gerenciamento.

Os provedores de serviços de nuvem gerenciada cuidam de várias funções de gestão do ambiente em nuvem para sua empresa. A terceirização desses serviços permite que sua equipe de TI se concentre nos fluxos de trabalho, nos aplicativos que requerem atenção e, sobretudo, no seu core business.

Neste artigo, trazemos dicas de como escolher uma empresa para gerenciar ambiente em nuvem. Confira!

Nuvem: um guia completo para seu negócio!

Verifique as referências

Nunca pule essa etapa, independentemente de quão conhecido seja o provedor. Converse com dois ou três clientes existentes e faça muitas perguntas, em particular, sobre como o modelo de suporte ao cliente funciona.

Ao pedir referências, solicite clientes que estão no mesmo negócio e implantaram os mesmos modelos de serviços que você está considerando. Isso fornece uma comparação mais certeira.

Uma dica que damos ao entrevistar uma referência é sempre escolher uma ou duas empresas do mesmo porte e segmento, uma empresa do mesmo segmento mas de porte superior – afinal esperamos que você cresça – e uma empresa de segmentos e porte diferentes para que entenda como essa empresa é capaz de lidar com múltiplos e diferentes cenários.

  • O que perguntar?
  • A quanto tempo são clientes dessa empresa?
  • De 1 a 5, qual a possibilidade de indicar essa empresa a um amigo?

Considere os níveis de segurança

A segurança é o critério número um para escolher o provedor de nuvem certo. Especificamente, ao avaliar um provedor em potencial, você deve garantir que todo o acesso e a atividade do usuário possam ser monitorados e verificados. Rastreando o uso de aplicativos em nuvem, é possível ver onde a maioria das atividades ocorre e identificar padrões regulares.

Um provedor deve poder reconhecer os padrões e o fluxo do usuário para aqueles que acessam uma instância de nuvem e, assim, alertar e interromper tentativas aparentemente não autorizadas. É importante avaliar seu contrato e saber quais responsabilidades de segurança serão tratadas pelo próprio fornecedor.

Examine sua conformidade com os padrões (por exemplo, ISO 27000). Verifique seu histórico e veja se há algum incidente registrado de violação de segurança. Além disso, à medida que você avança nos processos legais e do contrato, verifique se o provedor que você selecionou segue as normas de segurança em nuvem estabelecidas. Veja como eles estão se preparando para LGPD.


Fique atento aos níveis de serviço

Essa consideração é essencial quando as empresas têm necessidades estritas em termos de disponibilidade, tempo de resposta, capacidade e suporte (o que, sejamos honestos, quase todos fazem, hoje em dia).

Os acordos de nível de serviço (SLAs) na nuvem são um elemento importante a considerar ao escolher um provedor. É vital estabelecer uma relação contratual clara entre um cliente de serviço em nuvem e um provedor de serviços em nuvem. Existe o SLA da nuvem e o SLA do provedor de serviços gerenciados. Eles são diferentes e complementares. Fique atento a isso, pois algumas empresas tendem a misturar as duas coisas. Um parceiro que lhe deixe claro qual o tempo de resposta e indisponibilidade de um e de outro de forma transparente é alguém que está jogando a favor do seu sucesso.

Também deve ser dada atenção especial aos requisitos legais para a segurança dos dados hospedados no serviço em nuvem, principalmente à luz dos regulamentos da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Consulte a saúde financeira e o perfil da empresa

Avaliar as capacidades técnicas e operacionais de um fornecedor em potencial é, obviamente, importante. Mas reserve, também, um tempo para considerar a saúde financeira e o perfil de seus fornecedores selecionados.

O serviço em nuvem mais compatível ou mais competitivo é irrelevante se o provedor não tiver um negócio sólido. Verifique se seus principais fornecedores são adequados para o longo prazo. Da mesma forma que entrevistou os clientes desse provedor de serviços é importante colher informações sobre eles com seus fornecedores. Faça as mesmas perguntas:

  • A quanto tempo são clientes dessa empresa?
  • De 1 a 5, qual a possibilidade de indicar essa empresa a um amigo?

Tente estabelecer se a organização teve problemas legais anteriores, foi ou está sendo processada e como eles respondem a desafios legais — pergunte diretamente ou faça sua própria pesquisa.

Em resumo, é importante incluir fatores rígidos e flexíveis na sua avaliação de provedores em potencial: reconheça e valide as certificações e os padrões aos quais eles aderem, mas também, o que seus clientes dizem sobre eles em estudos de caso e depoimentos.


Se você já conta com uma estrutura na nuvem ou se está querendo iniciar a migração, ter um parceiro com expertise e certificações é fundamental para garantir o sucesso do seu negócio. A CCM Tecnologia, por exemplo, tem sólida experiência em gerenciamento de ambientes em nuvem e atua em todas as camadas, desde o data center até o banco de dados, com soluções dimensionadas sob medida para cada empresa.

E você, ainda não escolheu um parceiro para gerenciar seu ambiente em nuvem? Entre em contato com a gente e descubra como podemos ajudar!