Provavelmente, você já ouviu falar nos termos CAPEX e OPEX em alguma reunião e talvez até mesmo conheça o significado deles. No entanto, consegue compreender como eles são aplicados em sua empresa? Você sabe dizer qual é o impacto financeiro de utilizar cada um deles incorretamente nos negócios?

Esses dois conceitos estão relacionados aos gastos de capital e operacionais de um empreendimento e são fundamentais no momento de investir em tecnologia visando sua longa duração.

Para que seja possível adquirir novos serviços e soluções de forma econômica e vantajosa, é necessário realizar o controle e monitoramento das despesas empresariais e, portanto, saber exatamente como o CAPEX e o OPEX funcionam.

Pensando nisso, preparamos este conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre o assunto: não apenas o significado de cada um dos termos, mas também quais são suas principais aplicações e como a Nuvem pode ajudar. Não perca!


O que é CAPEX e OPEX?

Embora, muitas vezes, esses dois termos se confundam, a explicação para eles é bem simples. Veja a seguir:

CAPEX

CAPEX (Capital Expenditures) é o termo utilizado para se referir às despesas de capital realizadas por uma empresa. Esse tipo de gasto indica os investimentos de bens realizados.

As principais despesas de capital são aquelas compras projetadas para serem usadas por um longo período de tempo, como a de novos equipamentos. Normalmente, são investimentos em ferramentas que irão aprimorar as tarefas realizadas no dia a dia e, assim, trazer um retorno financeiro ao negócio.

O tipo de compra irá variar de setor para setor, no entanto os itens adquiridos são voltados para a expansão dos negócios e o aumento dos lucros, atualização de equipamentos obsoletos ou expansão da vida útil de algum ativo. Podemos citar como exemplos de CAPEX:

  • computadores e outros dispositivos,
  • hardwares;
  • servidores;
  • imóveis, automóveis, entre outros.

OPEX

OPEX (Operational expenditure), por sua vez, é sigla utilizada para indicar os custos operacionais realizados pelas empresas. As despesas operacionais são aquelas relacionadas às operações diárias e dizem respeito aos investimentos em alocação de serviços, ou seja, são os “aluguéis” de bens e prestação de serviços pagos mensalmente pelas empresas.

 Os principais exemplos das despesas OPEX são:

  • manutenção de equipamentos;
  • salários;
  • taxas de licenças;
  • pagamentos de seguros;
  • taxas administrativas sobre propriedade;
  • serviços na Nuvem, entre outros.

Esse tipo de despesa tem se tornado cada vez mais importante nos negócios devido aos avanços da tecnologia. Atualmente, a maioria das organizações não investe mais em servidores físicos, mas sim na contratação de serviços em Nuvem.

Você sabe o que isso significa para o seu negócio? Os gastos com novos equipamentos - que irão se e tornar obsoletos e necessitar de reparos com o tempo - poderão ser trocados pelo aluguel inteligente de recursos na Nuvem, os quais contam com suporte e atualizações realizadas diretamente pelos fornecedores.

Por que trocar CAPEX por OPEX?

Mas afinal, qual é a ideal para o seu negócio? Para tomar uma decisão final, será preciso considerar o cenário atual da empresa, as demandas necessárias, além de questões financeiras, como o fluxo de caixa e os custos financeiros, operacionais e de oportunidade.

No entanto, o CAPEX costuma ser considerado um gasto padrão para compras tradicionais de TI, enquanto o OPEX é visto como a forma como os serviços de computação em nuvem são adquiridos.

O segundo tipo permite maior flexibilidade, ao investir em Nuvem é possível pagar apenas pelo o que utilizar. Logo, as empresas precisam gastar apenas com o que é necessário para suas demandas, otimizando os investimentos com TI.

Enquanto o CAPEX requer um investimento inicial, o OPEX possibilita o pagamento por mensalidades. Ao se tratar de infraestrutura de TI, essa economia pode significar o sucesso do empreendimento.

Imagine que sua corporação precisa modernizar toda a TI interna. A compra de novos servidores e equipamentos para esse upgrade exigiriam um grande investimento. Em contraponto, a contratação de uma Infraestrutura como serviço (IaaS) implicaria apenas no pagamento da mensalidade do fornecimento dos recursos.

Desse modo, na troca do CAPEX por OPEX, seria possível otimizar os custos com infraestrutura de TI, pagando apenas pelo que for utilizado, além de eliminar os gastos com aluguel de espaço para a alocação do novo servidor, energia, manutenção e gerenciamento.

Além disso, depois de adquirir o novo ativo por meio do CAPEX, a empresa fica presa a ele por um longo período de tempo, o qual irá se desgastar e precisar de substituição. Na alta frequência que novas tendências e inovações surgem no mercado, isso não é indicado.

Percebeu como a mudança de CAPEX para OPEX é importante? Ao realizar essa troca, as empresas conseguem economizar e contar com a Nuvem para otimizar seus serviços de TI e ter maior liberdade em seus investimentos.


OPEX e Nuvem: quais as vantagens?

Você sabe como aliar o OPEX e a Nuvem a favor do sucesso de seu empreendimento? O IaaS pode ajudar sua empresa nessa missão. Ao contratar infraestrutura como serviço, sua organização pode colocar toda a infraestrutura do negócio na Nuvem pagando apenas pelo seu uso e não como um produto.

A partir disso, todos os gastos CAPEX com equipamentos e hardwares podem ser transformados em OPEX referentes aos recursos em Nuvem utilizados.

Desse modo, ao contratar um serviço em Nuvem para trocar o CAPEX por OPEX, sua empresa poderá contar com inúmeros benefícios, tais como:

  • utilização de serviços de TI da última geração;
  • custos reduzidos com manutenção, equipe, segurança e licenças;
  • alta escalabilidade de recursos;
  • modernização da infraestrutura de TI sem a descapitalização da empresa.
  • eliminação da depreciação de equipamentos.

OPEX e CAPEX eram vistos apenas como dois termos do mercado financeiro em sua empresa? Depois desse conteúdo não há mais dúvidas de que eles serão utilizados de forma estratégica nos negócios. Realize uma escolha cuidadosa de qual abordagem seguir e conte com os melhores recursos de Nuvem.

Quer saber como sua empresa pode economizar ainda mais ao migrar para a Nuvem? Experimente nossa Calculadora de TCO.

Leia também: